Catedral de Girona

A Catedral de Girona, conhecida também como Igreja de Santa Maria de Girona, é, com os seus 30 metros de altura, o maior templo de culto católico de toda a província. O templo é resultado de diversos estilos devido às diversas remodelações pelas que tem tido de passar. A sua fachada, no entanto, mostra que se trata de uma catedral românica com estilo gótico.



A obra dedicada a Santa María iniciou-se em 1312, data na qual se construiu a abside, o deambulatório, nove capelas e três naves. Os encarregados da construção foram os irmãos Enric e Jaume Faveran. Só no século XVIII é que se acabaram as obras da nave e em 1730 é que se retomaram as obras correspondentes à fachada do edifício, projeto de Pere Costa. Dois anos depois colocaram-se quatro obras monumentais dos escultores da cidade J. Bohigas, A. Casamor, J. Busquets e D. Fita. Assim, a Catedral de Girona engrandece a cultura e tradição da província, com uma obra construída ao longo de oito séculos e por uma dezena de artistas.

De facto, a catedral é tão imponente que tem servido de palco para a famosa série de televisão "Guerra dos Tronos", em concreto para a sua sexta temporada.

Segundo documentos antigos, a sua diocese era equiparável às de Toledo e Sevilha. A Catedral de Girona destaca-se pela sua altura em relação aos restantes edifícios da zona. Encontra-se perto do rio Onyar e pode chegar-se a ela através da Subida de Sant Feliu ou pelo Paseo de la Reina Joana.

A catedral encontra-se em plena zona de efervescência cultural, ao lado do Museu de Arte de Girona e do Museu de História da cidade. Se decidir deslocar-se de carro para visitar o centro de Girona e a sua grandiosa catedral, lembre-se que tem um dos nossos parqueamentos Saba bem perto da zona, na Calle Berenguer i Carnicer.