Catedral de Santa Ana

Em pleno centro do bairro de Vegueta, encontra-se a Catedral de Santa Ana, imponente e flanqueada pelas suas torres gémeas. Foi construída em 1478 sob o mandato dos Reis Católicos depois da conquista de Gran Canaria e foi a primeira das igrejas das Canárias.



A sua construção começou em 1500 mas demorou quatro séculos a terminar. Foi necessária a intervenção de diversos arquitetos e artistas para terminar a obra. É por isso que se a visitar poderá distinguir três estilos arquitetónicos básicos: gótico, renascentista e neoclássico.

É interessante apreciar algumas das peças de arte que se encontram nas capelas da catedral. Entre elas, há algumas do famosíssimo escultor religioso José Luján Pérez.

Na parte sul da catedral encontra-se o Patio de los Naranjos, a partir do qual poderá aceder ao museu Diocesano de arte sacra que expõe muitos e valiosos objetos religiosos, tais como pinturas de mestres flamencos e inclusive uma imponente coleção de esculturas espanholas reunidas no decurso destes quatro séculos.

A catedral está aberta ao público de segunda-feira a sexta-feira, das 10h00 às 16h30, e aos sábados, das 10h00 às 13h30.

A um passo da Plaza de Santa Ana, por trás da catedral, encontra-se um dos edifícios mais formosos de Las Palmas, a Casa de Colombo (Casa de Colón) de visita obrigada para o turista.

Muito curiosos são também os cães de ferro fundido que aguardam na catedral. Destaca-se também que é possível que o(a) desoriente um pouco a cor do edifício da catedral, mas tem de saber que, como muitos edifícios das Canárias, a sua cor deve-se à origem vulcânica das suas pedras.

Se desejar, encontrará um parqueamento público Saba na Calle León y Castillo, 53, aberto 24 horas por dia. Possui lugares para pessoas com mobilidade reduzida e vigilância constante.