Catedral de Santander


A construção da Catedral de Santander, realizada pelo clero secular, é um conjunto histórico e monumental que foi erigido entre finais do século XII e o século XIV sobre um antigo mosteiro.

A igreja levantou-se sobre um cerro de água, o antigo assentamento romano do Puerto de la Victoria e, no início, serviu como abadia. Esta é constituída por dois andares sobrepostos e um claustro com dependências. O inferior e mais antigo, conhecido como “Igreja do Cristo” ou “a Cripta”, é constituído por três naves e quatro trechos. As suas dimensões são de 31 metros de comprimento por 18 metros de largura. É uma estrutura de arcos que faz de suporte do peso do andar superior, pelo que não surpreenderá a robustez e espessura que tem. O dito andar está decorado com motivos vegetais. A parte superior, denominada “Igreja Alta” é um conjunto monumental, que data do século XIII, no mesmo estilo do sóbrio gótico em que se tinha realizado a “Igreja do Cristo”.

Na Catedral de Santander conserva-se grande parte da decoração original, tanto dos arcos, colunas e entablamentos, assim como das portas. Na porta de acesso encontra-se uma das representações mais antigas dos emblemas de Castela e Leão, já que a província de Santander fez parte de Castilla la Vieja até 1983. As janelas do templo estão ornamentadas com maravilhosos vitrais que projetam a luz iridescente.

Menção especial recebe o claustro, com zona ajardinada e uma fonte. Cuidada ao detalhe, é ideal para sentir a tranquilidade e induzindo o visitante à reflexão.

Se desejar visitar o centro de Santander e precisar de estacionamento, poderá encontrar o nosso parque de estacionamento Saba localizado na estação de Santander na Plaza de las Estaciones, s/n, a escassos metros da catedral.